Discurso do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia

02-06-2021

Serguei Lavrov, Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, discursou e respondeu a perguntas de jornalistas em  uma conferência de imprensa conjunta com o Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, após negociações em Moscovo, 31 de maio de 2021

As nossas conversações foram ricas de conteúdo, decorreram em um ambiente de amizade e trataram de um vasto leque de questões da nossa agenda bilateral. Antes das conversações, participámos na sessão de abertura da conferência do Conselho de Assuntos Internacionais da Rússia (RIAC) sobre o estado de coisas nas relações entre a Federação da Rússia e a União Europeia, o que foi particularmente proveitoso dado que Portugal detém, este semestre, a presidência rotativa do Conselho da UE.

Analisámos as relações bilaterais nos últimos três anos. Desde 2018, os Ministros dos Negócios Estrangeiros dos dois países trocaram visitas, o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou a Federação da Rússia para se encontrar com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin. Discutimos como estão a ser implementados os acordos de princípio alcançados naquela altura e discutidos posteriormente, incluindo no âmbito da Comissão Intergovernamental de Cooperação Económica, Comercial e Técnico-Científica. Reafirmámos o importante papel deste mecanismo, particularmente para a coordenação e adoção de medidas para debelar as tendências negativas nas trocas comerciais observadas no ano passado em meio da infeção pelo coronavírus. Reiterámos a necessidade de colocar as nossas relações nas áreas de economia e de investimento em uma trajetória progressiva, dispensando especial atenção aos nossos potenciais em matéria de ciência e inovação.

Concordámos em continuar a cooperar no sector da saúde. Gostaria de salientar mais uma vez que mantivemos uma estreita cooperação no auge da pandemia no ano passado. Contámos com uma total cooperação das autoridades portuguesas na organização de voos de repatriamento de cidadãos russos que se encontravam retidos no território português. Da nossa parte, garantimos o trânsito desimpedido de carga humanitária e de material médico destinados a Portugal através do território russo.

Para continuar a ler o discurso, acesse o link do video e da publicação