Putin adiou o referendo sobre as alterações à Constituição da Rússia

25-03-2020

O referendo constitucional é adiado indefinidamente devido ao coronavírus, disse o presidente russo Vladimir Putin em seu discurso de 25 de março. O líder russo apelou ao povo para cumprir as recomendações dos médicos e autoridades, bem como anunciou medidas adicionais para apoiar os cidadãos e as empresas.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez um apelo ao povo, no qual enumerou novas medidas adicionais para combater a epidemia do coronavírus. Antes de mais nada, ele abordou a questão do referendo constitucional, previsto para 22 de abril.

"A prioridade absoluta para nós é a vida, a saúde e a segurança das pessoas. Portanto, acredito que a votação deve ser adiada para uma data posterior", disse Putin.

Segundo o Presidente, avaliando a evolução da situação nas regiões e no país como um todo, as autoridades decidirão sobre um novo dia de votação - levando em conta a opinião de profissionais e especialistas médicos.

Além disso, o líder russo anunciou um fim-de-semana longo não programado: uma semana de 30 de março a 5 de abril não será trabalhada com pagamento. No entanto, esta decisão não afectará o trabalho das estruturas de apoio à vida: hospitais, farmácias, lojas, instituições de prestação de serviços bancários e financeiros, autoridades a todos os níveis e transportes. "É necessário um fim de semana longo para reduzir a propagação da doença", enfatizou o presidente. Ele exortou os cidadãos a não confiarem no "arco-íris da sorte" e a ficarem em casa.

Fonte: Eurasia.expert